Seca: água de casa é reaproveitada para irrigar hortas orgânicas.

Seca: água de casa é reaproveitada para irrigar hortas orgânicas.

A tecnologia social Bioágua Familiar chega a mais um município do árido sertão de Pernambuco.

Jucati vai receber o projeto, que reaproveita água de uso doméstico na agricultura familiar, para a irrigação de hortas orgânicas nos quintais.

Como

A água usada para lavar louças, roupas e para tomar banho é canalizada para um reservatório que contém minhocas, areia, brita e adubo orgânico.

A camada de um metro do composto serve para filtrar as gorduras e impurezas do conteúdo armazenado.

As minhocas têm o papel de ingerir e remover as gorduras presentes na água. Assim que a filtragem se completa, ocorre o bombeamento para as mangueiras que irrigam a plantação por gotejamento.

A tecnologia social já foi implantada em cinco cidades do agreste pernambucano – Calçado, Jupi, Caetés, Lajedo e Garanhuns – em um total de 131 unidades familiares.

“O projeto ampliará uma experiência de sucesso, que, além de cuidar do meio ambiente, leva às famílias uma alimentação saudável e permite a geração de renda com a venda do excedente produzido”, comentou Gerôncio Luna, presidente da Fundação BB.

Foto: FBB

Foto: FBB

Pobreza e alimentação

O projeto vai implantar 22 sistemas da Bioágua Familiar para promover a agroecologia, a educação alimentar e ambiental e reduzir a pobreza rural.

Cerca de 80 agricultores familiares serão beneficiados nesta fase.

A ideia é levar alimentação saudável para os moradores mesmo no período de seca e permitir que a água utilizada nas casas deixe de ser descartada no solo, evitando a poluição ambiental e a proliferação de doenças.

Eles também poderão vencer a produção excedente.

Investimento

A Fundação Banco do Brasil investiu R$ 296 mil no projeto “Jucati Sustentável: Bioágua, Agroecologia e Nutrição”, em parceria com Associação de Voluntários para o Serviço Internacional – Brasil (AVSI).

Com informações da FBB

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa.

Share